quinta-feira, 30 de junho de 2011

lado claro da noite

"..preciso encontrar um lugar certo para o nosso amor..
..queres vir comigo?"

by ~d0nasd0gama



O tempo era lento,
resina
no lento talhar das marcas
corte e seiva
faca dores
risos cheiro
no lento gotejar
de cada dia.

Maria Helena Latini



...nunca entendi como pude ser tão escrava de uma vida que não me dizia nada, não me aquietava em nada, não me preenchia, não me planejava, não me findava. 
Nós éramos sem começo, sem meio, sem fim, sem solução, sem motivo. 


Tati Bernardi


Serpenteei distâncias
e te reconheci
poesia sobre as ondas
marulho crepuscular

Mara Faturi




Às vezes é preciso diminuir a barulheira, parar de fazer perguntas, parar de imaginar respostas, aquietar um pouco a vida para simplesmente deixar o coração nos contar o que sabe.
E ele conta. Com a calma e a clareza que tem. 

Ana Jácomo



Amar é se queimar
feliz do fogo
exasperar a vida
em mortes repetidas
e voar sem asas
pelo paraíso.

Dade Amorim


Ela pertence à espécie de mulheres que possuem um só amor em toda a sua vida.
Ou amam de verdade apenas uma vez. 
Seria espécie de mulheres ou a maioria assim o é, mesmo sem o saber?


(...) Como são comoventes e lindas na sua integralidade bíblica as mulheres quando expressam para os demais ou para si mesmas, o amor de suas vidas ou quando consultam, escondido, os retratos guardados, recortes, flores secas, a memória úmida das restantes lembranças em momentos de silêncio e solidão! Abençoados sejam, porque são, os homens e as mulheres que na passagem por esta vida receberam um dia de alguém, ou deram, um amor único, original e definitivo. Abençoados sejam e para todo o sempre. Como o amor que existe apesar de todas as ternas e dolorosas circunstâncias que não impedem a sua verdade mas em muitos casos esmagam a sua plena realização.

Artur da Távola




Eu era cinza, estática, a mesma, reta, engessada, conformada, tinha desistido de novidades.


Depois de ti, cores, movimento, plenitude, sentimentos à flor da pele, momentos intensos, emoções perigosamente vividas...


terça-feira, 21 de junho de 2011

olhos de cigana oblíqua e dissimulada.

Capitu
A ressaca dos mares
A sereia do sul
Captando os olhares
Nosso totem tabu
A mulher em milhares
Capitu


Luiz Tatit


Leticia Persiles, A Capitu da minisérie


Capitu era Capitu, isto é, uma criatura mui particular, mais mulher do que eu era homem.




Capitu aos quatorze anos , tinha já idéias atrevidas, muito menos que outras que lhe vieram depois; mas eram só atrevidas em si, na prática faziam-se hábeis, sinuosas, surdas, e alcançavam o fim proposto, não de salto, mas aos saltinhos. 



Era também mais curiosa. As curiosidades de Capitu dão para um capítulo. Eram de várias espécies, explicáveis e inexplicáveis, assim úteis como inúteis, umas graves, outras frívolas; gostava de saber tudo.



Capitu gostava de rir e divertir-se e, nos primeiros tempos, quando íamos a passeios ou espetáculos, era como um pássaro que saísse da gaiola




Retórica dos namorados, dá-me uma comparação exata e poética para dizer o que foram aqueles olhos de Capitu. Não me acode imagem capaz de dizer, sem quebra da dignidade do estilo, o que eles foram e me fizeram. Olhos de ressaca? Vá, de ressaca. É o que me dá idéia daquela feição nova. Traziam não sei que fluido misterioso e enérgico, uma força que arrastava para dentro, como a vaga que se retira da praia, nos dias de ressaca. Para não ser arrastado, agarrei-me às outras partes vizinhas, às orelhas, aos braços, aos cabelos espalhados pelos ombros, mas tão depressa buscava as pupilas, a onda que saía delas vinha crescendo, cava e escura, ameaçando envolver-me, puxar-me e tragar-me.


Dom Casmurro - Machado de Assis



Li ainda menina, mas sempre tive a impressão que a traição ficou mais na mente de todos, que nos fatos. 
A Capitu criou vida , saiu das páginas do livro, é mito, referência e mistério, somos uma nação Capitu.

domingo, 19 de junho de 2011

the abnormal skeletons

I hurt myself today to see if I still feel.
I focus on the pain; the only thing that's real.


by *NarcolepticPigeon


Vem, meu menino vadio
Vem, sem mentir pra você
Vem, mas vem sem fantasia
Que da noite pro dia
Você não vai crescer



Toda vez que sente uma pontada de desesperança, dorme e sonha com o tempo da delicadeza. Ri muito nos sonhos, conta as novidades, mostra as plantas novas do jardim suspenso, avisa que os gatos aprenderam a abrir as portas, despeja com generosidade mel nas feridas velhas. Acorda com aquela velha e hoje bem conhecida dor. Filha da puta.
Cristiane Lisbôa

Vem, por favor não evites
Meu amor, meus convites
Minha dor, meus apelos
Vou te envolver nos cabelos
Vem perde-te em meus braços
Pelo amor de Deus



O que ela quer é penetrar tua alma por novos caminhos, aqueles, que ninguém nesse mundo foi capaz de conhecer... Quer olhar teus olhos e contigo esquecer das noites inteiras de verões insones. Só pensar em invernos aquecidos por teus abraços e todos os chocolates quentes possíveis... Mimos, jantares, filmes e apostas bobas que valerão mais jantares e mais filmes. Ela quer sonhar. Mais um pouco, sempre e mais. E nesses novos sonhos encontrar combustível para planejar novos passos, por mais estranhos e improváveis que pareçam. Ela quer continuar vivendo. Vivendo cada vez mais perto de você.
do Blog Inércia

Vem que eu te quero fraco
Vem que eu te quero tolo
Vem que eu te quero todo meu


Mas então eu olho em volta: agora, as coisas fluem em um tempo que me acompanha gentilmente, na velocidade tão rápida-lenta-precisa como a de uma pluma, que eu jogo e pego novamente em minhas mãos. Não acredito mais em durações, mas afinal… que seja ao menos do tamanho das duas vontades.






Ah, eu quero te dizer
Que o instante de te ver
Custou tanto penar
Não vou me arrepender
Só vim te convencer
Que eu vim pra não morrer

Chico Buarque


Vivo assim, entre lembranças passadas que me doem profundamente e um presente vivo no qual tenho aparentemente tudo sonhado que nunca pensei viver, mas não consigo me desprender de tudo que passei porque afinal o presente é construído de experiências passadas...

sexta-feira, 17 de junho de 2011

"Liberdade na vida é ter um amor para se prender."

by ~SinsOfIdealism




O amor é tão leve, que não suporta o peso dos nossos desejos; 
e tão livre, que sucumbe sob as correntes que lhe tentamos impor.

E, entretanto, é a força maior em nós.

Blog O Árabe




O amor apaixonado não substitui minha obrigação de saber quem sou, o que eu desejo, o que vou fazer. Mas, como a paixão não é amor, isso não reduz o sentimento mais profundo pelo outro. Apenas coloca na ordem do dia uma questão que afronta o consumismo afetivo de nosso tempo: a necessidade de converter o entusiasmo passional, que leva ao erro, em amor. A mídia fala muito em paixão, pouco em amor. O amor sempre aparece como algo menor que a paixão. O coração não dispara. Parece coisa de velho. Não assistimos a histórias de amor, só de paixão. Talvez esteja na hora de começarmos a contar histórias de amor, não só de enganos. Aprendemos a viver escutando narrativas. É hora de pensar que “foram felizes para sempre” só é possível com o amor, não com o fulgor passional.

Renato Janine



Existem amores...e existe um amor especial
apenas uma vez em nossas vidas… 
este tipo de amor pertence ao Céu, 
é incondicional e ele será para sempre… 
como uma marca cósmica, 
uma infinita lágrima de alegria e um abraço sem fim! 
O difícil é descobri-lo, discerní-lo,
 em meio às tempestades do nosso coração.

Autor Desconhecido


O que é paixão, o que é amor? 
O coração dispara, as pernas tremem, os dias são angustiantes sem a pessoa, as horas param, o mundo inteiro é só dos dois, em todo assunto o nome dele escapa de sua boca, todos seus pensamentos são dele. Tudo grita, tudo fere, tudo explode.
O coração acalma, as pernas são seguras, os dias são rotineiros e surpreendentemente gostosos, as horas nem são contadas, o mundo inteiro é dos dois, os assuntos são todos e nunca findam, o pensamento é mútuo. Tudo brilha, tudo faz sentido, tudo permanece.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

o amor tem esta forma

by ~iGnezz






Fale menos. 
Palavras, o vento leva; 
a mágoa, no entanto, fica.

Ediel




Hoje ela não me deu trégua...
Calou- me fundo essa mágoa
E meu coração minguou...
Nem a luz do sol apaziguou

Carmen Cecilia

Não crê em nada, pois, nada há que traga 
Consolo à Mágoa, a que só ele assiste.

Quer resistir, e quanto mais resiste

Mais se lhe aumenta e se lhe afunda a chaga.


Augusto dos Anjos
Mágoa é como nódoa
Sempre mancha e nunca solta..

Mágoa é como lixo sempre suja e cria bichos
Mágoa é como ferida
Dolorosamente se cura
E atrapalha a vida…

Alliny Costa


Um cansaço de existir,
De ser.
Só de ser.
O ser triste brilhar ou sorrir…

Fernando Pessoa


Mais uma vez brigamos pelo mesmo motivo, o passado, aquele que é estático. Aquele que não podemos mais mudar. Mais uma vez ele se arremessa no tempo e cega meus olhos de hoje com cenas do ontem. Mais uma vez você não entende como é ser triste pelo que não se teve , pelo que foi dado sem razão a outra pessoa, como se pode sofrer por algo que nem existiu dentro de você mas que ainda vive nas minhas lembranças.


segunda-feira, 13 de junho de 2011

cidade das acácias

google images



Nada vejo por esta cidade
Que não passe de um lugar comum
Mas o solo é de fertilidade
No jardim dos animais em jejum
Esperando alvorecer de novo
Esperando anoitecer pra ver
A clareza da oitava estrela
Esperando a madrugada vir

Zé Ramalho - video youtube



Uma cidade pode ser 
um coração, 
um punho. 

Albano Martins



A cidade do poeta é aquela que o inspira e nela você pode estar apenas por um minuto em toda a sua vida, mas ela, a cidade, viverá nele por toda a eternidade…
Lu Guedes

o significado das coisas traz
em si uma multidão de elétrons
uma infinitude que não caberá
no que permite o medo

Lau Siqueira


A minha relação com João Pessoa é de amor e ódio. Não nasci aqui, minha mãe me deu a luz numa cidade que não tenho nenhuma afinidade por nunca ter morado lá. Cheguei aqui aos 2 anos, vivi minha infância, adolescência e tudo mais.
Minha história construi aqui, meus amigos vivem aqui, meu passado foi aqui.
Sempre me inquietei com tudo sempre igual, com a falta de sonhos e a conformidade das pessoas que reina neste ambiente. Sempre quis mais, queria o mundo!
Vir aqui tinha gosto de coisa já finalizada, mas ultimamente me pego gostando de ficar uns dias…
Aqui tenho amigos para shopping, para vinho, para tapioca, para cervejinha, para por em dia os assuntos. 
Aqui tem gosto de casa da mãe, das tias, de amigos, do doce de leite de Ivani, da pipoca de D.Zita, dos almoços na casa das tias, do latido do meu cachorro maluco, dos sábados na Música Urbana!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

amar se aprende amando...




Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu
aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar
e de repente começar a fazer sentido.
Artur da Távola


Adoro como o mundo fica coitado, fica quase, fica de mentira, quando não é você. Porque esses coitados todos só serviram pra me lembrar o quão sagrado é não querer tomar banho depois. O quão sagrado é ser absurdamente feliz mesmo sabendo a dor que vem depois. O quão sagrado é ver pureza em tudo o que você faz, ainda que você faça tudo sendo um grande safado. O quão sagrado é abrir mão de evoluir só porque andar pra trás é poder cruzar com você de novo.Não é amor não. É mais que isso, é mais que amor. Porque pra te amar mais, eu tenho que te amar menos. Porque pra morrer de amor por você, eu tive que não morrer. Porque pra ter você por perto um pouco, eu tive que não querer mais ter você por perto pra sempre.E eu soquei meu coração até ele diminuir. Só pra você nunca se assustar com o tamanho. E eu tive que me fantasiar de puta, só pra ter você aqui dentro sem medo.

Tati Bernardi




Nunca fomos namorados. 
Passamos dos encontros furtivos ao casamento ou algo bem parecido.
O primeiro beijo foi roubado, o segundo foi pecado.
Os abraços apertados sempre foram sua maneira de demonstrar o que sentia…
Demorou a pegar minha mão mas sempre seguimos lado a lado.
Desde o primeiro dia que fui sua, eu soube que seria para sempre.
Hoje somos sim, somos sempre, estamos casados.
Casados no coração e  no querer.