quinta-feira, 27 de setembro de 2012

"e há mulheres que escolhem o que querem ser..."

Pinterest





Faço comida e como. 

Aos domingos bato o osso no prato pra chamar o cachorro 

e atiro os restos. 

Quando dói, grito ai, 

quando é bom, fico bruta. 

As sensibilidades sem governo. 

Mas tenho meus prantos, 

claridades atrás do estômago humilde 

e fortíssima voz pra cânticos de festa.
Adélia Prado



Olho minha aparência bem comportada
E vejo um rosto enfurecido
Uma cabeleira desgrenhada
Numa armação esquisita.
Olho minhas mãos envelhecendo
E vejo uma textura opaca
Veias sobressaltadas
Riscos de memórias.
Nos meus dentes escovados
Restos de minha própria carne.

Denise Magalhães


É bom
aprender a pisar leve,
retirar o peso de paquiderme
dos pés,
comprar uma sapatilha
de bailarina.
É bom destituir-se dos colares,
das rendas, das alfazemas.
Soltar os cabelos ásperos
pelo vento mais seco,
mais farto,
deixá-lo criar raízes no ar,
como as canções que se prolongam.




Quando uma mulher tira o rímel, o batom, a roupa
tira o sapato, senta na cama e chora
e nem mesmo é bonita nessa hora
você tinha de ver
que de repente ela fica tão sozinha
é um bicho assim tão desamparado
tão longe da paixão e do pecado
nem graça tem
se desmanchou o encanto.
ela virou de repente uma coisa tão pequena
que a gente olha e só fica com pena
não adianta fazer nada.

Bruna Lombardi



Ela chega em casa cansada, o dia foi desgastante, abre os botões tira a roupa ainda quente e caminha sem roupa pelo quarto sem tentar esconder suas celulites dele. Diante do espelho retira sua maquiagem, pouco a pouco aparecem as pequenas falhas escondidas sob as cores que reluzem em seu rosto. Ali naquele momento ela se sente mais bela, com seus defeitos, com seus efeitos, ela é real.





segunda-feira, 24 de setembro de 2012

"Ela cantava com sua pena, 
o amor."


Pinterest



Dispo-me para ti às três da tarde em ponto.
Mesmo que tu não venhas, dispo-me.
Mesmo que digas que não vens, dispo-me e espero.
Porque te esperar é o que faço de bom na vida
E só faço porque nada mais me resta a fazer de bom.

Junia Bittencourt


Voraz tentação minha, torna-te doce figura em meus sonhos. Amo-te naturalmente, como direito meu. Desejo-te como necessidade de vida, da vida que espero e quero do despertar ao anoitecer. Desejo-te como um pássaro deseja voar. Desejo-te como um abrir de asas, como um refletir de águas, desejo-te. Espero o passar das horas para encontrar-te e, então fundir-nos... cálidos, quentes, em frenesi. 



Vem ver o sol
Olha fixo
supõe a sua imensidão
Sente o calor
Ardor como o da paixão
Define o sol
e entenderás o amor
Luz demais pode cegar.




o coração é, no máximo, uma bomba sanguínea.
se existir físicamente (quimicamente) algo a que se possa chamar amor,
certamente está no cérebro.

ligia paiva



Hoje vivo envolto em nuvens de algodão
E nem lembro mais das tempestades
que um dia varreram meus sonhos.




Ela passeia em nuvens de algodão doce, coleciona pores de sol, teve a lua como presente, festeja em confetes coloridos. O amor tomou-a de surpresa, já tinham passado tantas primaveras, ela achava que sua vida seria sempre cinza como o inverno. O rapaz solfejou em seus ouvidos e tomou seu coração. É para ele seu primeiro pensamento todos os dias e quando dorme sonha com olhos castanhos.



tiê - dois

sábado, 22 de setembro de 2012

"Porque amar é justamente saber aceitar as diferenças."



Pinterest



Há palavras que nos atordoam
e eu gosto de não gostar
neste não saber de ser
de não vender a alma ao diabo
Há palavras que nos tiram paz
longas nas fugas de enfrentar
com gosto de histórias compridas 

Constança Lucas


As palavras calaram no coração dos dois, mas algumas, insistentes, ficavam martelando na cabeça. Não houve sufocamento da verdade, mas a censura, enxerida que só ela, dava as caras de vez em quando.




Já não sei desde quando estou parada desse jeito. Também não sei qual a carga do choque vai ser necessária para me reanimar…

Palavra, conheço as antigas. Gotícula, pirilamo, amor. As que me deste, guardo no bolso. Para o caso de algum alumbramento acontecer. E assim vou em frente. Torcendo para que não acabe exatamente esta vontade de querer que nunca acabe.
cristiane lisbôa




O amor tem um anjo guardião
cego de um olho
que sussurra quente
em minha nuca
se contorce
fala uma língua desconhecida
lambe
- me lambe
e sempre volta...

Mara Faturi





Guardo em potes com tampas bordadas pedaços de amor para usar como unguento nas feridas feitas por palavras atiradas. Palavras ferem, atos impensados marcam para sempre na pele a dor daquele momento. Abrindo o amorguardado o aroma invade, ao poucos, e vai sendo desenhado, novamente...



romeo & juliet short animation



quinta-feira, 20 de setembro de 2012

"O sentimento é como plantação, é para ser colhido".



Pinterest




mas os momentos felizes
não estão escondidos

nem no passado
nem no futuro

Marina Lima



algumas vezes
deitei-me e
fechei os
olhos

uma boa maneira
de passar ou
permanecer num
caminho

José Molina

o antes os traiu
tardaram mudez
vespertina
como se fosse hoje
e ofegaram distâncias
vítreas
em seu pertencer-se siamês
Simone Homem de Mello



o silêncio das mãos,
da boca.
deixá-las ser.
cada palavra descoberta
no seu  frescor,
viva como riso
ou choro.

retomar a paixão,
a vida a galopar
corpo afora,
a elevar verbo e tempo.
elevá-los como se fossem prece,
pedido,  ordem,
carícia.

silvia chueire




A medida de uma alma é a dimensão do seu desejo

Gustave Flaubert





Alguém disse que é impossivel ser feliz sozinho. Talvez seja mais fácil ser feliz acompanhado do que só. Partilhar, dividir para somar torna tudo mais leve. O medo que sempre tive de voltar para casa foi pelo tempo perdido antes, o medo de tudo voltar ao que foi. Mas eu estava errada, a gente nunca volta porque nada é igual.




(post inspirado numa frase deixada por Lu Guedes )





casa - lulu santos


terça-feira, 18 de setembro de 2012

"A luz da volta Para a lágrima inicial de mim"



foto: Pinterest




É hora de voltar para casa
E eu já não sei o que é casa
É hora mas eu não sei o que isso quer dizer
Apenas sinto; e o sentir é o instinto de um velho cavalo selvagem
É hora de voltar para casa
O quer que seja que Casa significa
Talvez signifique terra-casa: A minha morte
E eu sinto o cheiro da raiz me chamando para aduba-la
É hora de voltar para casa

Silas Correa Leita



Eu apenas quero voltar para casa
Para os antigos problemas
Para o carinho rotineiro
E a solidão costumeira

do Blog Summersweet



Passou a hora
De ir embora
Eu só quero voltar pra casa
Olho para os céus agora
Eu queria ter asas
Pra voar como um passáro

Eu só quero uma caneta pra escrever
Que amanhã tudo vai mudar

Dan Cruz



Subi as escadas sem acender as velhas luzes amareladas, e meus passos eram silenciosos mesmo sem querer. Ao abrir a porta, não obtive resposta para a pergunta que não fiz.

Luciana Nogueira



É engraçado voltar para casa.


Tudo têm a mesma cara, o mesmo cheiro. 
Nada muda.


Nos damos conta de que quem mudou, fomos nós.

do filme O curioso caso de Benjamim Button




  
A menina saiu de casa, se libertou, voou, aprendeu, sobreviveu, doeu, sentiu, e era tudo dela. Mas o tempo passa, e a mãe agora filha, precisa dela. Voltou, a mesma casa, o mesmo quarto, o mesmo jardim, tudo igual, mas diferente, porque agora ele está com ela, pintando com novas cores o que parece estático.



 no expectations - rolling stones