...perfil de mulher...

foto: Fidalgo Pedrosa


Quando me entrego me atiro, 
mas quando recuo não volto mais.
autor desconhecido


Sou do tipo que não guarda o riso.
Sou do tipo que se diverte com os pequenos detalhes.
Sou do tipo que ama ardentemente e queima a mão no fogo da paixão.
Sou do tipo que caminha descalça,
que não se importa com as bolhas nos pés durante a travessia.
Sou do tipo carente, louca, insana, tresloucada.
Sou do tipo doce, ardente, malandra, acatada.
Sou do tipo vida – inconstante, imprecisa.

Michelli Trevisani do Blog Vida Secreta

Sou feito de
Choros sem ter razão
pessoas no coração
atos por impulsão

Sinto falta de
Lugares que não conheci
experiências que não vivi
momentos que já esqueci

Eu sou
Amor e carinho constante
distraída até o bastante
não paro por instante

Martha Medeiros


gosto de voar mas preciso ter os pés no chão
sou carente mas não quero que me toquem
amo a liberdade mas me prendo facilmente
posso ser rude mas prefiro palavras doces
vivo nos extremos.

Comentários

  1. Adorei o post amoree!

    Q inspiração hein!

    bjos

    ResponderExcluir
  2. Somos todas essas mulheres e algumas outras mais...
    Bj.

    ResponderExcluir
  3. Bom diaaa So Sad!
    Palavras que disseram tudo, e que tocaram o coração!
    Lindo post, adorei!

    Mulheres - somos várias... e marcadas por outras tantas!


    ♥´¯`*•.¸¸♥ Umm superrr beijoooo...
    ...um ótimo final de semana!
    Fica com DEUS...

    ♥_________Mih_ ઇઉ

    http://trevisanimichelle.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. "sou carente mas não quero que me toquem" exatamente igual a mim! *-*

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post!
    "Quando me entrego me atiro, mas quando recuo não volto mais." Clarice Lispector Perfeito isso!!
    "vivo nos extremos." fechou lindamente!
    AMEI!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu sou dessas que se reescreve. Sou das que partem. Sou das que amam. Sou.

    E o link é esse: http://eusouagrauna.blogspot.com/2010/12/pra-ganhar-um-selo.html

    ResponderExcluir
  7. Contradições: são elas que fazem a nossa coerencia...

    Tens mesmo um dom para fazer sínteses...

    ResponderExcluir
  8. Viver nos extremos foi coisa que sempre me atraiu...
    BJO

    ResponderExcluir
  9. Porque ser mulher é ser ousada, não?
    Outro dia estava dizendo a minha mãe, contando as vantagens de ser mulher; eu que sou amante de salto-alto, não poderia deixar de citar que homens jamais ficaram sexy's com um deles no pé. haha

    A mulher é divina. E a Martha é um tipo de louca que eu adoro! Ainda lerei o livro ela: Doidas & Santas.

    Enorme beijo
    Obrigada por sua visita em meu cantinho

    ResponderExcluir
  10. Oi,

    Bom esse post, heim!

    Mulheres, todas em uma só. Desdobráveis.

    Bjão e bom fds

    ResponderExcluir
  11. Háa... querida...
    mas claro q gostei!............
    obrigada por ter me dado esse presente!....

    fiqueii felicissima pelo escrito que você utilizou!

    obrigada,
    obrigada,
    obrigada!

    lindoo post, reafirmo!

    Bjs,

    Mih

    ResponderExcluir
  12. Independente de qlq coisa, seja você!
    Abçs*

    ResponderExcluir
  13. Somos extremos, contradições...

    "Sou do tipo carente, louca, insana, tresloucada. Sou do tipo doce, ardente, malandra, acatada. Sou do tipo vida – inconstante, imprecisa."

    Somos assim mesma, da nassa maneira!

    bjus So Sad... Bom Final de Semana!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá. Vim retribuir a visita e amei seu cantinho. Muito bem cuidado, as palavras poéticas a enfeitarem. Parabéns!

    Tenho outro blog, o Relicário... Qualquer hora apareça lá... Encontrará o link no Inquietude.

    Não posso te seguir, pois meu blog está com problemas, os quais ainda não sei quais são, e o gadget dos meus seguidores, além do modo seguir na página alheia me aparecem fora do ar... Mas voltarei, não por retribuição, mas porque gostei.

    Simples assim.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Voltei só porque esqueci de dizer que amooooooo essa frase do Roberto, imortalizada pelo Caetano... O título do blog é incrível... Enfim. Gostei de tudo aqui.

    Beijos...

    ResponderExcluir
  16. "sou carente mas não quero que me toquem"

    Eu sou assim...

    Beijos e ótimo fds para vc.

    ResponderExcluir
  17. viver nos extremoms é mais interessante que viver em um ponta só.

    um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Você descreveu o perfil da mulher que sou em cada fragmento acima, magnífico!
    Obrigada pelos selinhos, logo logo postarei!
    beeijo ;*

    ResponderExcluir
  19. E há quem esqueça de que todo aquele que se entrega plenamente, igualmente se retira de cena...
    Clarice é perfeita nestas palavras, como sempre.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Eu nao conhecia esse texto da Clarice e me apaixonei por ele ..limdo de mais ..obrigado..bj...bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  21. páro. leio... em silêncio.
    um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Me identifiquei em alguns trechinhos... É muito bom ler e me encontrar aqui...

    ResponderExcluir
  23. Mais um pouco iria me sentir diante do espelho. ai ai ai. Bcio carissima

    ResponderExcluir
  24. De tudo escrito, leio muito de mim, pareço me ver num espelho, mas, principalmente, sinto falta de determinada vida que não vivi, ou melhor, com certeza vivi, mas em outro corpo. Pior das saudades, sem cura!

    Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas