"Afora o teu amor para mim não há sol..."

João Santos
 
 
 
 
O amor não é um pulsar ofegante 
ou um suspiro ou um rasgo de insanidade na pele.

O amor não é. 
Simplesmente está. 
Ou não.




O amor é um pouco isso
o botão que se abre para dar a flor; 
a flor que murcha para produzir a semente; 
a semente que apodrece para a germinação ; 
o movimento de vida e de morte
a obscuridade e a luz.



Por muito longe que esteja.
Hei-de sempre por ti sentir amor.

Por muito magoada que seja.
Hei-de sempre para ti correr.

Por muito sozinha que me veja.
Hei-de sempre por ti procurar
 
do Blog Gatos Vadios
Amar! Mas dum amor que tenha vida...
Não sejam sempre tímidos arpejos,
Não sejam só delírios e desejos
Duma douda cabeça escandecida...

Amor que viva e brilhe! luz fundida
Que penetre o meu ser – e não só beijos
Dados no ar – delírios e desejos –
Mas amor... dos amores que têm vida...

Antero de Quental
Faca é faca
pão é pão
fome é fome
amor é amor.


Estranho desígnio das coisas
de serem exatamente elas
quando olhamos sem paixão.
 
Tanussi Cardoso

 
Muito se fala do amor, muitos gritam o amor, alguns escrevem poesias, canções e até livros sobre o amor. Revistas, programas de tv, jornais, blogs, todos os meios de comunicação falam sobre este sentimento, tão perseguido, tão procurado, tão proclamado, e de assim tantos falarem, todos buscarem desesperadamente, muitos só encontram cópias, minutos e segundos que transformam em eternidade repetindo as palavras do poeta que verdadeiramente o encontrou: eu te amo. E levianamente essas palavras mágicas que podem mudar sua vida inteira, perdem o sentido, tornam-se banais de tanto que são repetidas impunemente. Porque sem a essência, até o amor perde o sentido, vira só uma sequência de letras.

Comentários

  1. "Porque sem a essência, até o amor perde o sentido, vira só uma sequência de letras."
    Verdade! Gostei do texto, como de costume. Gosto da sua forma de "brincar" com as palavras.

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir
  2. O seu blog ficou bárbaro! Adorei esse layout clean...
    E vc continua incrível....estou sempre por aqui, mas continuo com dificuldades de postar comentários, não sei a razáo!
    Bjs,

    ResponderExcluir
  3. O amor é sublime. E cada um sabe como senti-lo da maneira que mais lhe convém.


    Beijos

    ResponderExcluir
  4. É minha cara, alguém disse em algum lugar que banalizaram o amor e fizeram isso mesmo. Ficou tão fácil sentir e saber que muitos por aí andam nus sem perceber. Enfim, o amor é algo que acontece e não tem receita de bolo, quando acontece está lá no outro e em si mesmo. rs

    bacio

    ResponderExcluir
  5. "Nos retalhos de hoje,vi meu amor retalhado, cortado, rasgado e extirpado...ao ouvir tua pronuncia vazia sobre o amor, ja me sinto, sem vontade de amar, recolho cada pedaço de verso, dou umas piceladas, rabisco e reescrevo o amor...Pois, eu com certeza, poeta apaixonada, posso afirmar o que é, estar apaixonada...Afinal, eu o sinto todos os dias e nao posso toca-lo, amor proibido sem sentido e que tanto, me faz sofrer...Bjin...Ah,o amor!

    ResponderExcluir
  6. Pois para mim ,falamos do que o coração está cheio.Se sinto amor digo o amor.
    Banalizar o sentimento nobre é quase um pecado.
    De qualquer forma a expressão precisa ser livre.
    Beijo querida.

    ResponderExcluir
  7. É isso mesmo, amiga... vira nada quando a olhamos sem paixão...
    Bjinhos!

    ResponderExcluir
  8. Concordo que a falta de essencia desmoraliza o amor, tira-lhe o sentido.
    bjOus

    ResponderExcluir
  9. Eu nem vou falar ..vou calar o amor aqui..bjs..kkk..te adoro.

    ResponderExcluir
  10. É o que mais vejo: sequência de letras, apenas isso.

    Adorei essa expressão! Vou usá-la mais tarde, num texto, claro que lhe dando o crédito pela frase.

    Beijos,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  11. O amor é o amor do jeito que cada um sente!

    ResponderExcluir
  12. As vezes as pessoas acabam tornando o amor apenas um conjunto de letras sem nenhum sentimento, quando amar é a coisa mais sublime na vida de um ser.
    Beijos*:

    ResponderExcluir
  13. O amor é tão sublime que aceita até ser profanado.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. Porque sem a essência, até o amor perde o sentido, vira só uma sequência de letras.

    É isso!

    Belíssimo texto!=)

    ResponderExcluir
  15. Porque o amor está na essência do sentir, e só é nobre quando é verdadeiro!!

    Lindo!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. "O amor não é.
    Simplesmente está.
    Ou não."

    Que perfeito!

    Um beijo amiga,
    Mih

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. O amor é um pouco de tudo e muito de todos.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  19. Só sei sentir amor. E amo algumas pessoas. Sem vergonha e sem medo de dizer "te amo" pra elas.

    Girassóis nos seus dias
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Acho que pouco escrevi sobre o amor. Deixo aqui um meu poema para você conhecer:


    LAREIRA


    As taças vazias sobre a mesa
    A lenha ardendo na lareira
    Não dizemos nada
    Apenas contemplamos.

    O amor é feito de silêncio.

    ResponderExcluir
  21. não posso dizer muita coisa... se me perguntassem o que eu quero, eu diria: "alguém que me ame e ame me amar. e ame ser amada por mim."


    um beijo bonita!

    ResponderExcluir
  22. Maggie ,

    não é apenas o amor que precisa que a sua essência esteja presente para ser verdadeiro .
    Qualquer sentir ...
    Muitas vezes , o homem , por comodidade , aceita um simulacro de sentimento . E por isto tanta se anda triste e infeliz .

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderExcluir
  23. Excelente, poeta amigo ! Meu carinho.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas