" Há sempre uma razão, embora não haja nenhuma explicação.”


Pinterest



se o passado refletisse uma imagem real do futuro, a vida não seria cheia de impropérios. no entanto, cotidiamos o escuro: uma vela virtual em riste, sobre os olhos plenos de malversados mistérios.

Sidnei Olivio




Tudo ficou fora de lugar, de repente, as coisas voando para o infinito que ela não conseguia segurar.
E voavam com a intensidade dos sentimentos mais frescos e abruptos
.

Neusa Doretto


Eu, mulher, enredo.
Meço, calculo, alcanço o tempo.
Me lanço, de todos os lados.
Perduro, num olhar.
Me rendo.
Me reivento,
sendo aquilo
que mesma escrevo.
Felina ou fada.
Sentimento.
Poder que gera o mundo.
Amor, e mais nada.


Patty Vicensotti


Eu
te amo
de novo,

o que
é vazio
para. Pre-

encher. Encher.
Ouvi palavras
e palavras cheias

de buracos
doendo. Fala
é a boca.


Robert Creeley 



Eu maça feita// e prá lá de madura// ainda me desdobro em brancas flores /cada vez que sua faca/ me transpassa.

Marina Colassanti



Tudo voltou, você quis assim. A dor sempre traz acompanhante. Nunca vem só. Como uma avalanche que arrasta tudo e aglomera escombros. Chorei as mesmas lágrimas(re)passei por caminhos que pensava perdidos, o labirinto que nunca me levou a lugar nenhum.
Palavras exumadas exalam o mesmo odor dos defuntos.
Contra minha vontade voltei para onde um dia quis te deixar.
Mas o amor, sempre ele, reconstruiu forças, e pôs duvidas onde havia certeza. Fez pensar quem queria deixar. E como autômato deixei-me ir.
Quem sabe a primavera traga-me flores...



se você pensa - elis regina

Comentários

  1. Boa tarde!
    Parabéns pelo maravilhoso Post.
    Abraços
    Sinval

    ResponderExcluir
  2. Olha seu blog foi muito bem desenvolvido parabéns muito bem montado mesmo. Agora Desentupirr.com é isso mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre... vejo flores em você!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. oi...seu blog está muito lindo!!!

    eu desejo que as flores cheguem antes da primavera...


    amei seus textos...

    bjo grd!

    Zil

    ResponderExcluir
  5. Esse trechinho da Marina é muito legal, moça...

    : )

    Não a conheço.

    Sou uma ignoranta.

    ResponderExcluir
  6. Tão delicada és, tão delicado escreves que não se nota se há agressiva tristeza, voei e retornei a realidade..


    Obrigada pela visita de apreciação em meu cantinho empoeirado.. Estive ausente, mas prometo sempre que der voltar aqui..

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Gostei muito desses textos e do blog em geral. Tudo posto junto de uma forma muito organizada e suave, parabéns. E o blog é muito visal também, o que não se é fácil de achar.

    Estou começando no blog agora, mas logo tudo toma forma.

    Se quiser dar uma lida e alguma crítica, se sinta à vontade:

    suspirosfloresperdao.blogspot.com.br

    O meu blog conta com dois pontos de vista, basta olhar no final do texto para ver quem o escreveu. Espero que goste.

    Até a próxima,
    Ícaro.

    ResponderExcluir
  8. Aiai.... esse blog me faz bem.

    "Palavras exumadas exalam o mesmo odor dos defuntos. "

    "Quem sabe a primavera traga-me flores..."

    Demaaaais =)

    ResponderExcluir
  9. "Eu, mulher, enredo..."
    Mais do que me define.
    Voltando ao mundo virtual, quando o real já muito me incomoda...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. E que as flores que acompanham a primavera sejam perfumadas. E que o aroma traga desejos eternos.

    Beijos ;)

    ResponderExcluir
  11. A minha dor veio sozinha... Resta esperar - também - pelas flores da primavera...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas