"Tinha a sensação de estar vivendo num filme de Chaplin, mas sem a comédia.

Pinterest



A mim que desde a infância venho vindo
como se o meu destino
fosse o exato destino de uma estrela
apelam incríveis coisas:
pintar as unhas, descobrir a nuca,
piscar os olhos, beber.
Tomo o nome de Deus num vão.
Descobri que a seu tempo
vão me chorar e esquecer.


Adelia Prado


Viver :

Assobios do vento
Vozes penduradas
Porta- retratos
Invenção de riso
Criação de esquecimento


Denise Magalhães




Insisto que um dia partirei de trem; nunca, nunca de avião, nunca de ônibus, nunca de táxi. Partirei como nos  filmes antigos: na estação ferroviária, em pleno inverno, com sobretudo e chapéu de plumas. Entrarei na minha cabine e fumarei um cigarro, enquanto espero o cavaleiro à minha frente. Sonharei forte, como só se sonha na década de 50, com o trem apitando em  preto e branco.



do Blog Aeronauta






Diante de tanto
torpor,
estalo
o dedão do pé
para ter a certeza
de que
estou viva.


Vássia Silveira







Quando a gente se dá conta do que significa viver a primeira coisa que aprendemos é que vamos morrer, todos. Não seria isso uma grande brincadeira? Passo a passo continuamos, ocupados com o presente, planejando o que ainda vem. Ignoramos seus avisos.
O envelhecimento é a morte em vida, a limitação de tudo, até de sonhos. Mesmo aos que se recusam, um dia ele vem.
Sigo com minha tristeza embutida, forjo sorrisos, finjo que podemos ainda ser mãe e filha, e que sua mão macia vai estar sempre aqui para me afagar...
 


limelight - charlie chaplin


Comentários

  1. Nossa, que post lindo. Não sei se é o mais lindo que já li aqui, mas certamente é o melhor que li nos últimos tempos.

    Bjs de quem lagrimou lendo!

    ResponderExcluir
  2. Oi,Thelma!Com certeza a morte é uma das poucas certezas que temos na vida,mas muitas vezes esquecemos dela e agimos como se fossemos viver eternamente.Mas estamos morrendo desde o instante que nascemos e como diz a minha mãe "pra morrer basta estar vivo" então temos que fazer o nosso melhor a cada dia,pois pode ser a nossa última chance.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Morre-se um pouco a cada instante...
    Lindo de mais....
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Lindo demais...muito emocionante.
    Já que temos certeza dessa morte...devemos viver
    cada segundo como se fosse o ultimo, vivendo da melhor forma possivel, aproveitando cada sensação de respirar...

    Abraços com ternura!

    ResponderExcluir
  5. Já dizia meu querido Renato: "É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar, na verdade, não há"
    Que tudo seja eterno enquanto durar ...

    ResponderExcluir

  6. Vou renascer muito ainda, antes de morrer.

    Suzana Guimarães/Lily

    ResponderExcluir
  7. ai como eu gostei desse post....de todos os fragmentos...principalmente o do do Blog Aeronauta.

    concordo com seu texto!


    um grd bjo!

    Zil

    ResponderExcluir
  8. triste a ausencia dos pais

    mesmo rendendo um texto da adelia


    eu e minha mae somos distantes mesmo dentro de casa
    mas o amor fica subtendido
    somos duros pela vida que tivemos que levar

    ResponderExcluir
  9. para mim a morte é renascimento e a cada dia morremos e nascemos para novos aprendizados.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Adorei o terceiro poema, fala e partir com os filmes antigos, que tanto amo, porque essa viagem seria a melhor de todas e de preferência em companhia daqueles que o estrelaram, não importa as cores, só duas bastam. Mesmo que uma delas represente a morte.

    ResponderExcluir
  11. Adoro essa sua mistura de textos e imagens.
    beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Bom dia menina linda dos retalhos de poesia!
    Quanto tempo né? Mas assim, é a vida, hoje
    juntos, amanhã distantes, quiçá, presentes
    em nossos pensamentos. Adorei teu recorte hoje,
    principalmente terminando na tua escrita, onde,
    mãos macias te afagam, acalentam, mesmo que em
    pensamentos...FELIZ NATAL e que DEUS abençoe voce,
    teu lar e tua familia! Bjinhos carinhosos e obrigada
    pela tua companhia...:) !

    ResponderExcluir
  13. Venho desejar-lhe um Feliz Ano Novo.
    Que para o ano nos possamos visitar
    mais é outro desejo.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  14. Venho desejar-lhe um Feliz Ano Novo.
    Que para o ano nos possamos visitar
    mais é outro desejo.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  15. Gostei bastante desse aqui
    "Diante de tanto
    torpor,
    estalo
    o dedão do pé
    para ter a certeza
    de que
    estou viva.

    Vássia Silveira"

    Pensar numa viagem de trem... Parece estranho envelhecer, mas é inevitável afinal. Parece estranho mesmo as vezes, mas morrer faz parte de viver. É uma arte que devemos aprender, com o tempo que nos é dado, aproveitar ao máximo. Um beijo! (:

    ResponderExcluir
  16. Post maravilhoso, e cadê vc, menina? Sumiu??? Feliz 2013!!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Nada fácil ser assim...

    ResponderExcluir
  18. Oi adorei seu blog sou sua nova seguidora !!!você podia me seguir de volta!! eu tenho um blog de moda todos os dias eu coloco um look diferente é divertido espero que vc goste obrigada...

    Bjus
    http://fashionbloggerandreiajakeline.blogspot.com.es

    ResponderExcluir
  19. Cara Thelma.... É repetitivo, mas vamos lá: Teu blog é muito lindo, cheio de lindos poemas, ótimas imagens.
    Peço-te autorização para entrar mais em tua casa...e seguir-te.
    Muito muito tudo....
    Abraços!
    Marco

    ResponderExcluir
  20. Gostei muito do que vi !
    Muito difícil encontrar espaços bacanas como este :_)

    Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...

    http://bolgdoano.blogspot.com.br/

    Agradeço desde já !

    ResponderExcluir
  21. Visite o blog da minha filha: blogueanny.blogspot.pt, e comente. Se gostar, siga. Obrigada.

    ResponderExcluir
  22. Pura lindeza esse cantinho.
    Uma linda semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas