Olhar a paisagem...


foto: Filomena Chito


Sim, olhar a paisagem...
Olhá-la como a um bicho
Ou como um lago,
Olhá-la neste vago
Sentimento
De pasmo e transparência.
Olhá-la na decência
Original,
Com olhos de inocência
E de cristal.

Miguel Torga




Percorro esta paisagem com os olhos
e vejo grandes árvores perfiladas contra o vento,
mas o vento é a luz que esvanece nos meus olhos
as árvores que não vejo como vejo ou imagino.



Paisagens, quero-as comigo. 
Paisagens, quadros que são... 
Ondular louro do trigo, 
Faróis de sóis que sigo, 
Céu mau, juncos, solidão…


Fernando Pessoa






Para além da curva da estrada
Talvez haja um poço, e talvez um castelo,
E talvez apenas a continuação da estrada.
Não sei nem pergunto.
Enquanto vou na estrada antes da curva
Só olho para a estrada antes da curva,
Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.
De nada me serviria estar olhando para outro lado
E para aquilo que não vejo.

Alberto Caeiro ( heterônimo de Fernando Pessoa)


Panorama revelado em instante muito breve...
Coração extasiado quase sufocou...

Tudo estava ali, muito antes de mim!


Carmen Rubira


Da janela do meu carro vejo passar a paisagem.
Nela se confundem pessoas, animais, vegetação, natureza.
Um mundo tão diferente e ao mesmo tempo com sonhos,
que podem ser os mesmos...

Comentários

  1. Eu adoro olhar a paisagem, mesmo as rotineiras olho-as como se fosse a primeira vez, procuro estar atenta a tudo que compõe a paisagem...
    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. São fases, acho...eu não tenho conseguido apreciar o todo, estou focada.

    Vai passar.

    Ou não.

    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
  3. Tem selinho pra você no
    http://olhosdocoracao-danielle.blogspot.com/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Nada melhor como além de olhara o mundo a sua volta, poder senti-lo também!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tudo estava ali muito antes de mim... é parar e admirar...adoro ler aqui

    ResponderExcluir
  6. E mesmo a paisagem bucólica nos mostra alguma coisa nao é!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Quando a curva se permite
    As montanhas me engolem
    E lá no fundo o "sol" chama pelo monstro de ferro
    Voltam as árvores, as casas, os bichos, os trilhos
    tudo junto, bem a frente, ao lado, acima...
    A vida segue e o meu destino já grita junto ao horizonte


    Boa viagem carissima por dentro e por fora..
    bacio

    ResponderExcluir
  8. Fernando pessoa..adoro...quase tanto quanto adoro vir aqui..continuação de uma boa viagem...bjs

    ResponderExcluir
  9. Ao nos permitir observar, calamo-nos. E ouvimos sons silenciados por nossa fala. Portanto, nesse instante, a paisagem é capaz de dialogar conosco. Uma viagem de troca. Ela, e nós.
    Ouça-a. E bons dialogos.
    Bjin,
    K.

    ResponderExcluir
  10. Olhos de cristais que trincam frente a uma realidade que dói...

    ResponderExcluir
  11. 'Enquanto vou na estrada antes da curva
    Só olho para a estrada antes da curva,
    Porque não posso ver senão a estrada antes da curva.
    De nada me serviria estar olhando para outro lado
    E para aquilo que não vejo'
    E na nossa visão nos resguardamos, tranbordamos e inspiramos!
    linda postagem, me transporta a cada palavra!
    beijoss

    ResponderExcluir
  12. As citações deram-me uma nostalgia. Uma saudade do tempo em que eu ainda conseguia enxergar a simplicidade das coisas. E, como Fernando Pessoa, "carpediemar" e deixar de olhar o futuro, o desconhecido, o que vem depois da curva..

    Obrigada pelo carinho no Insônia, viu?

    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  13. Poxa vida! E eu que vim aliviar a dor do meu pezinho machucado aqui. Se soubesse que iria ter esse bálsamo, teria vindo mais cedo rsss.
    Amei teu texto linda.
    Sempre é assim, tudo tão por dentro da gente, gosto tanto disso.

    Beijo
    Fernanda

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas