"Mulher precisa de um bom vestido e um gato para miar no ouvido."

foto: Matt Hardy

De tantos vestidos que tive
Nenhum foi tão primoroso
Branco salpicado de vermelho
Fitas de cetim muito garboso

Eu tinha meus quinze anos
Menina ingênua na sua candura
Fascinada pelo lindo vestido
Demarcando sua pequena cintura

Branca


Livrou-se imediatamente do velho vestido
Vestiu-se com a roupagem clara
Linda saia com laços de fitas mimosas,
a combinar com seus sapatinhos
Era como se tivesse trocado de alma
Num sonho açucarado e pueril
Sentiu-se criança a cirandar

Taís Mariano


Teu vestido porque é teu,

Não é de cetim nem chita.

É de sermos tu e eu

E de tu seres bonita.

Fernando Pessoa



No armário do meu quarto escondo de tempo e traça
meu vestido estampado em fundo preto. 
É de seda macia desenhada em campânulas vermelhas
à ponta de longas hastes delicadas. 
Eu o quis com paixão e o vesti como um rito, 
meu vestido de amante. 
Ficou meu cheiro nele, meu sonho, meu corpo ido. 
É só tocá-lo, volatiza-se a memória guardada: 
eu estou no cinema e deixo que segurem minha mão. 
De tempo e traça meu vestido me guarda.

Adélia Prado
O vestido de Laura
É de três babados,
Todos bordados.

O primeiro, todinho,
Todinho de flores
De muitas cores.

No segundo, apenas
Borboletas voando,
Num fino bando.

O terceiro, estrelas,
Estrelas de renda
-talvez de lenda…

O vestido de Laura
Vamos ver agora,
Sem mais demora!

Que as estrelas passam,
Borboletas, flores
Perdem suas cores.

Se não formos depressa,
Acabou-se o vestido
Todo bordado e florido! 

Cecilia Meireles


Fui menina vaidosa, foi assim que minha mãe me ensinou. Lembro-me do meu primeiro vestido colorido pois até os 5 anos vesti azul e branco por promessa feita ao santo. Era lindo o vestido, pequeninas flores vermelhas, laranja e amarelas em fundo preto e aventalzinho de renda bordada branco, é assim que me lembro dele. Teve também o vestido de renda bordado à mão por minha mãe e com ajuda involuntária das primas mais velhas. Na primeira comunhão pela primeira vez, vesti-me de branco e entrei com meu pai na igreja, mal sabia que só seria aquela vez...
Aos quinze anos como princesa, desfilei todos os sonhos do mundo e no final da festa carreguei as sandalias nas mãos. O vestido de noiva foi tão sonhado, tão buscado,  tão lindo que todos exclamavam na igreja! Hoje repousa amarelado numa caixa junto com os sonhos que ficaram pelo caminho.
O vestido preto, decote ousado nas costas, o dedo do menino amante atrevido deslizando, indicando o caminho da tentação e do pecado. Todos eles, estão guardados em minha memoria, vivem em algum lugar no armário do tempo.

Comentários

  1. hahahaha, adorei o título!

    ResponderExcluir
  2. Vestidos tem o seu charme e encanto,eles tem um quÊ de feminilidade.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Tenho a gata, já o vestido, sempre adorei. Tem os de inverno - estes estão lá expostos no armário. Os de verão: verdes e brancos - multidão destes -, estão guardados esperando pelo sol que chega bem devagar.
    Agora estou em busca do vestido perfeito. Preciso dele para a comemoração do aniversário, o mais engraçado, é que nem ligo para coisa nova nessas datas, mas estou com um pressentimento da entrada do novo, então ele servirá para legitimar mais ainda esse fato.
    Ah, tive fases na vaidade. Hoje, uma das melhores, me rendo à maquiagem, aos calçados, bolsas, aos vestidos e shorts, mas sem excessos. E claro, a tesoura.hehe

    ResponderExcluir
  4. Nossa, viajei aqui pelas minhas lembranças e nada de vestidos. O único é o da formatura que só usei porque era um sonho para a mulher que me deu a honra de chamá-la de mãe. mas eu não queria nem estar lá. Era muito vazio, sabe? Enfim, eu estava e o vestido também.
    Eu sempre fui muito moleque: calça, shorts, pernas amostras, bola e nada de barbie. Carrinhos, livros. Não tinha tempo para ser menina, escovar os cabelos. Mamãe era assim. Linda, elegante. Eu era italiana desde sempre. rs Mio babo dizia que eu tinha saído a ele, um relaxo só. kkkkkkkkkkkkkkkkk
    bacio

    ResponderExcluir
  5. Hei, quem é fã de quem? Heim? rs

    bacio

    ResponderExcluir
  6. adorei o blog,os textos,é tudo muito bom!=)
    http://su-thebest.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. garota, da onde vc tira esses temas? lindooo!

    ResponderExcluir
  8. nossa....que lindo o que você e como descreveu seus vestidos e cada época de cada um deles...

    "O vestido de noiva foi tão sonhado, tão buscado, tão lindo que todos exclamavam na igreja! Hoje repousa amarelado numa caixa junto com os sonhos que ficaram pelo caminho."


    ...esta frase caiu profundamente aqui em meu coração...


    beijos!

    Bia

    ResponderExcluir
  9. Amo vestidos, é a peça que mais tenho, com certeza. E amo gatos (e lobos...rs)

    Beijo, beijo, beeeeeeijo!

    ResponderExcluir
  10. Lindo, menina. Vestidos, antes são sonhos. E que sonhos eles protagonizam... O seu texto também é especial.
    Fazia tempo que não vinha aqui. Perdi muita coisa boa, mas já naveguei por ai pra me compensar um pouco.
    Saudades.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  11. Menina,que saudade sua!
    Tah diferente teu blog...ainda mais bonito!
    Te falo:em poucos lugares entro com tanto amor,como entro aqui.

    Um beijo!E obrigada pelo comentário...por teu carinho!

    ResponderExcluir
  12. Amei..e o titulo perfeito...rs...querida uma delicia..bj nesse coração lindo.boa noite.

    ResponderExcluir
  13. Oie May, ótimo post e bem criativo :)

    bjiimm e ótima noite

    http://muslimahfashionn.blogspot.com

    http://meuamorpaquistanes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Ter um pouco de vaidade é sempre bom, sabendo que pra cada um tem seu tempo certo, ehehe.

    ***
    Café de Fita - www.cafedefita.blogspot.com (post novo)

    ResponderExcluir
  15. Boa noite menina dos retalhos... e com retalhos, nao de cetim, mas de recordações e lembranças, me fez sentir saudades de minha mãe...Costurava e fazia nosso melhores vestidos, somente para dia festivos...Tres irmãs, modelos iguais, mas cores diferentes...nos deixavam sempre elegantes e contentes...Lindo post. bjin e sdds de ti...fique com DEUS!

    ResponderExcluir
  16. Amiga amada, se adoraram eu
    A-m-e-i o título

    "Mulher precisa de um bom vestido e um gato para miar no ouvido"

    carreado de fragmentos ímpares.

    Um beijo no core,
    Mih

    ResponderExcluir
  17. Dá pra ver (2+2=5) kkk a brincar**

    ResponderExcluir
  18. Qu elindo post adorei o blog, obrigada pelo comentário, no meu cantinho e seja bem vinda beijos doces amada

    ResponderExcluir
  19. Lindíssima postagem. Guardo ainda o meu primeiro vestido longo, florido, juvenil. Naquele tempo um vestido longo era sinal de maturidade e crianças não tinham esse direito. Eu tinha apenas saias longas, mas o vestido florido foi tão especial que está comigo e mora no meu coração. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  20. Entre vestidos, gatos, miados o amor que resiste à vaidade do tempo.....sempre mulher!!
    Beijos e bom dia querida!
    Lindo!
    Carla

    ResponderExcluir
  21. Maggie,apesar de suas belas escolhas gostei em especial da tua própria história.tão carregada de lembranças que me levou para perto de tua memória.fui capaz de sentir o cheiro dos teus vestidos.
    Beijo no coração.
    Saudades...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas