love hurts

© ImageZoo/Corbis



E se não tivesse o amor

E se não tivesse essa dor

E se não tivesse sofrer

E se não tivesse chorar

E se não tivesse o amor

Caetano Veloso







Então, meu coração também pode crescer.
Entre o amor e o fogo,
entre a vida e o fogo,
meu coração cresce dez metros e explode.

Carlos Drummond de Andrade



Amar é como o mar
A maré vem, amar vai
Amar vem, a maré vai.
Amor de maré,
Até a lua vou a pé
Encontrar aquele espaço
Em que amar vem,
E não se esvai
.

do Blog Ilusões




pétala por pétala
na boca do algodão doce
vozes algozes
emudecem gritos
de tiro-teio
eu tiro-teimo
em ti


Ivy Gomide






Pancada de amor não dói? Briga de amor machuca. A cada atrito, a cada palavra vomitada , a cada pedra que atiramos vão ficando marcas e cicatrizes. Eu acho até que o amor morre um pouco em cada uma delas.
A relação precisa sempre de ajustes, a gente muda, o outro muda, mas por que brigamos sempre pelos mesmos motivos? Por que não sabemos corrigir esta equação?


 love hurts - norah jones e keith richards

Comentários

  1. Não deveria o amor causar tanto desgosto. Começa com uma dor, e depois outra, daí a moça que tanto amou, deixa-se esfriar. Encanto? As pessoas são normais. Não podemos cobrar um do outro, como fazemos quando estamos apaixonados... Não podemos cobrar o sentimento recíproco... Não se cobra amor, só se sente. Sentir nem sempre dói.

    ResponderExcluir
  2. huuumm..VC sempre me faz uma falta danada..que estejas bem...eu fico por aqui só suspirando..rs..bj..te adoro.

    ResponderExcluir
  3. O amor é uma dor.... já dizia um grande poeta.
    kkk

    ResponderExcluir
  4. Para mim o que mais machuca é a palavra maldita porque esta fica na mente martelando e martelando acabando com as expectativas que possa existir.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Verdade, mudamos mas parece que nem tanto assim, pois como mudamos mas continuamos sempre brigando pelas mesmas coisas?! Ou ainda não mudamos o tanto que precisaríamos mudar ou simplesmente passamos a desconhecer o que desejamos e aí talvez seja mais fácil permanecer na mesma tecla do que nos reconhecer com novos desejos e mudar toda a nossa trajetória...
    Até onde a mudança é verdadeira?

    bbbju gde querida!
    Nâna

    ResponderExcluir
  6. Olá,td bem?
    Brigas sempre machucam,né? Que reine a calmaria!
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  7. Oie lindona

    Que bom que conseguiu, saudade de vc, espero que esteja bem e curtindo tudo aí.

    Ahh lindona, sei não rsss mas se vc descobrir antes de mim, me avisa, tá. rsss.

    beijos e meu abraço apertadinho.

    ResponderExcluir
  8. Maggy May

    Ao longo deste tempo
    Fico grata pela amizade e carinho

    Um Feliz Natal
    e
    Ano Novo cheio de esperança

    2012

    ResponderExcluir
  9. Oi Maggie!
    Onde existe sentimento, emoções envolvidas há também a dor. As equações não são exatas por isso a falta de solução.rsss
    Amei a música, saudades de minha adolescência!rsss
    Beijinhos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  10. ixi... esquentou o clima... hmmmmmmm...

    nada que uma música bem calma não resolva...

    ResponderExcluir
  11. E por vezes insistimos em abafar o amor com palavras duras, que ferem, e deixam marcar sempre muito profundas.

    ResponderExcluir
  12. Tem um selo pra você no meu blog. :)

    ResponderExcluir
  13. Machuca demais sim, porque é por amor que ficamos mais vulneráveis.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. É sempre um prazer passear por aqui!

    Paz…harmonia…saúde…sucesso…
    Todos os dias!

    Um beijo da Nita.
    De bom dia…:)

    ResponderExcluir
  15. Acho que meu coração cresceu 10 metros... rs
    Fica bem!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Não sei, todo mundo muda, nada está no mesmo lugar, mas o humano demora a perceber certas coisas. Se equivoca. E o pior mesmo é que possui o dom da fala e domina como poucos a arte de não esquecer. rs

    bacio

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas