A princesa do povo



Lady Di


Quando se está feliz, dá para esquecer qualquer coisa.



Se encontrar alguém que ama na sua vida, agarre-se a este amor.




Não se pode confortar o afligido sem afligir os confortáveis. 




Sim, eu toco nas pessoas. Acredito que todos precisam disso.






Dizem que é melhor ser pobre e feliz do que rico e miserável, mas e se a pessoa for moderadamente rica e deprimida?






As pessoas com as quais me importo são as que moram nas ruas. Me identifico com elas.





Gosto de ser um espírito livre. Alguns não gostam disso, mas é assim que eu sou. 






Não quero presentes caros; não quero ser comprada. Tenho tudo o que quero. Só quero alguém que esteja lá por mim, que me faça sentir segura e protegida.





Não sigo as regras ditas nos livros... sigo meu coração, não a cabeça.





Eu o adoro... nunca fui tão feliz. Sinto um amor real. Obs.: Pouco depois de casar-se com o Príncipe Charles.






Havia três pessoas nesse casamento, por isso ficou um pouco apertado.



Ser princesa não é tudo isso que as pessoas pensam que é.





Gostaria de ser uma rainha no coração das pessoas mas não me vejo sendo rainha neste país.




Diana Spencer - Chamem-me de Diana, não de Princesa Diana










inspirada numa certa Borboleta, resolvi postar no mês dedicado as Mulheres, aquelas que sempre me falam.





Comentários

  1. Sensação estranha ler essas frases, eu nunca fui fã dessa figura pública. Nunca acompanhei suas ações e tão pouco me ocupei de verificar suas imagens em páginas de revista, mas as poucas vezes que a vi em algum canto, achava triste seu olhar, suas expressões e pensava no quanto um ser humano pode se ausentar de si mesma. Lendo suas frases penso se em algum momento ela de fato não foi ausente de si mesma. rs
    bacio

    ResponderExcluir
  2. borboletas gravitando em torno da incompletude.
    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre acreditei em princesas e contos de fadas, a Diana foi a materialização disso tudo para mim, era como se tudo que eu sonhei pudesse ser real. Acompanhei sua vida, sofrimento, sonhos, desventuras, ela tranformou em humana toda a frieza da realeza inglesa.

    ResponderExcluir
  4. Ficou um pouco apertado...eu ri. Porque, né, nem sempre é preciso chorar pra sentir. Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Ela se fez de pequenos momentos felizes e levou tambem aos outros momentos felizes,,,mas enfim,,,talvez a verdadeira felicidade não encontrou...grande beijo de bom final de semana pra ti querida.

    ResponderExcluir
  6. Nossa Lady.
    Inesquecível...



    Venho no teu blog e perco a noção do meu tempo...kkk
    Amo demais tudo aqui :)



    Bjo!

    ResponderExcluir
  7. Ela era realmente uma princesa daquelas que a gente vê nos desenhos, tinha um coração enorme e uma bondade sem fim!
    Uma pena ela ter ido tão cedo..
    beeijo ;*

    ResponderExcluir
  8. Não sigo as regras ditas nos livros... sigo meu coração, não a cabeça.


    A gente tem que aprender ser princesa viu... Que sabedoria linda...

    Beijos


    Ani

    ResponderExcluir
  9. Ela é uma inspiração. Linda, inteligente, educada, com classe, e o melhor... humilde. E aquela frase, "sinto um amor real"? Adorei o trocadilho. Eu a adoro.
    Beijo!

    http://joycenoelly.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Li seu blog suas postagens são bélissimas.
    A de hoje tocou meu coração achava incrivelmente bela e de uma simplicidade profunda ,e nunca foi feliz a grande rainha Diana.é assim que ela gostava de ser chamada não de princesa.
    Seguindo seu blog.
    Um feliz final de semana beijos,Evanir.
    http://aviagem1.blogspot.com/
    E
    www.fonte-amor.zip.net

    ResponderExcluir
  11. Eu conheci a história da Lady Di quando ela morreu... Admirei-a por todas as coisas que fez ao "povo". Claro que como todos ela cometeu algumas coisas ruins, mas isso não prejudicou sua fama de Rainha do povo.

    NBeijo ;*

    ResponderExcluir
  12. Pensei nela semana passada, assisti aquele filme: Paparazi e foi impossível não relacioná-lo a morte trágica de Diana.
    Eu era bem nova quando ela se foi, mas percebia traços interessantes nela: Um sufoco pela vida. A sua. A do outro.
    Gosto dela. Apesar de concordar que seus a mostrava reprimida, ele também a mostrava frágil. Como era. Forte. Quando era.
    Hasta,
    K.

    ResponderExcluir
  13. Que homenagem maravilhosa a essa que foi a verdadeira rainha pra todo o povo!!! Que alma linda ela tinha!

    ResponderExcluir
  14. concordo com a Camila, que homenagem maravilhosa :)
    já tinha visto algumas frases dele, realmente são lindas.

    sz

    ResponderExcluir
  15. Ai, ai... há quanto tempo não vejo fotografia da minha querida? Se ser fã é brega, eu sou brega, pois eu adorava a Diana, mesmo a vendo somente através de revistas, jornais e livros. Eu lia tudo sobre ela. Eu a admirava. Ela entrou na realeza britânica bastante tímida, mas depois de uns solavancos que levou, saiu estapeando com luvas de pelica. Mostrou que sabia onde pisava e sabia se equilibrar, mesmo sofrendo de bulimia, depressão... amava descaradamente aqueles filhos, e teve que suportar a hipocrisia daquela família que bem que sempre gostou daquela outra, hoje, lá, radiante. Para mim, ela foi assassinada. A mãe do futuro rei iria namorar aquele moço? E, quem sabe, ter um filho com ele? O reinado iria ter problemas...

    Belíssimo post!

    Obrigada por me fazer recordar.

    Beijos,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  16. Ela era de fato uma princesa...e como num conto de fadas...desmoronou...acabou...o castelo ruiu...


    Me tocou demais esse post!


    meu carinho!

    Zil

    ResponderExcluir
  17. Isso é verdade, amiga
    E eu estou feliz por estar indo passar o fim de semana fora, vou curtir maridinho.
    Tenha um bom fim de semana, querida

    Iram

    ResponderExcluir
  18. sempre doce Diana

    a princesa que revolucionou a coroa usando o coração

    ResponderExcluir
  19. Sim, ela era assim, exactamente assim e eu ainda tenho uma forte admiração por Diana que foi de Charles.

    Beijinho

    O sol aquece
    e legitima a indiferença
    pela ordem estabelecida,
    a exuberância do gesto
    no decote descaído,
    na saia arregaçada até à cintura
    no pé nu
    descalço na areia.
    Extracto de poema de Maria José Areal.

    Bfs

    ResponderExcluir
  20. Não vim antes porque tenho estado adoentada e também porque não encontrei o seu link.
    Agora vou levá-lo comigo para o Rau. O que deixava em comentário não é suficiente.

    Mais um beijo

    ResponderExcluir
  21. Diana ...meu deus como eu adorava essa princesa!..sabe que quando ela faleceu eu chorei bastante? Me tocou muito mesmo...amei essa homenagem...te adoro ...bjs

    ResponderExcluir
  22. Eu queria ser duplamente rica, financeiramente e e de espírito. Será que é possível? Eu acredito que se pode ser, mas é muita sorte nascer assim. Nenhuma princesa nesse mundo tão moderno será com Diana. Única e insubstituível!

    ResponderExcluir
  23. E ela continua viva dentro de mim, e me faz acreditar, sempre que eu perco a fé, que um dia também vou encontrar o meu príncipe encantado, e ser feliz por alguns momentos, mesmo que ele não seja tão encantado assim. Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Achava a Diana uma mulher de fibra.
    bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas