simples como Adélia...

foto: Google Images



Eu te amo homem, 
amo, o teu coração, 
o que é, a carne de que é feito, 
amo sua matéria, fauna e flora, 
seu poder de perecer, 
as aparas de tuas unhas perdidas nas casas que habitamos[.]
O que a memória ama, fica eterno.Te amo com a memória, imperecível.



O sonho encheu a noite
Extravasou pro meu dia
Encheu minha vida
E é dele que eu vou viver
Porque sonho não morre.


Amor, tem que falar meu bem,
me dar caixa de música de presente,
conhecer vários tons pra uma palavra só.
Espírito, se for de Deus, eu adoro,
se for de homem, eu testo com meus seis instrumentos.


Não me importa a palavra , esta corriqueira.

Quero é o esplêndido caos de onde emerge a sintaxe,
os sítios escuros onde nasce o "de", o "aliás",
o "o", o "porém" e o "que", esta incompreensível
muleta que me apoia.



Adélia PradoQuando vem o sofrimento, a dor, eu quero ir até o fim. Senão, vou ficar brincando de viver, e não quero essa brincadeira. Quero é viver.





inspirada numa certa Borboleta, resolvi postar no mês dedicado as Mulheres, aquelas que sempre me falam.

Comentários

  1. E hoje você acertou - com precisão - na veia...(que incrível mês continua sendo...estou curiosa sobre quem será no dia 12)

    ResponderExcluir
  2. Xiiiiii...Eu regresso e você me deslumbra logo com esse post..te adoro..saudades ..

    ResponderExcluir
  3. Belo post...Serenidade absoluta e um abrir da boca de espanto perante tal escrita:)

    ResponderExcluir
  4. Não poderia ter escolhido melhor...

    ResponderExcluir
  5. Eu aqui lendo Adélia e meus olhos brilhando de tanta emoção...

    é uma afinidade indescritível, que tenho com ela *-*


    =)

    ResponderExcluir
  6. ai o amor... amar... amar...
    preciso.

    ResponderExcluir
  7. Te amo com minha memória...sempre!

    Um beijo querida,
    Mih

    ResponderExcluir
  8. O que a memória ama, fica eterno!
    Existe maior verdade???? Isso é puro, é belo, é eterno!
    Bjs,

    ResponderExcluir
  9. Ameii a frase: O que a memória ama, fica eterno...rs!
    Preciso perder a memória então...rs!!!

    Blogbeijoooos!

    ResponderExcluir
  10. Outro dia alguém me disse que não gostava de Adélia Prado e eu quis saber a razão e ela disse "suas palavras parecem desaforo" e eu fiquei pensando nisso. Então cheguei aqui e dei de cara com esses versos e não consigo encontrar o desaforo. É tão mulher, tão pele. Mas acho que eu entendi e preciso rever o conceito da palavra machismo porque ela vem de macho mas e quando essa deveria vir de fêmea e vai por mim, não vai ser feminismo a definição do que estou aqui pensando. As mulheres e seus preconceitos conseguem ser piores que muitos homens. rs
    bacio carissima

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas