a suplicante Camille

escultura de Camille Claudel

Il y a toujours quelque chose d'absent qui me tourment

Há sempre algo de uma ausência que me inquieta.



(...) como seria gentil se me comprasse uma roupa de banho azul escuro com galões branco, em duas peças, blusa e calça(tamanho médio), no Louvre ou no Bon Marché( de sarja) ou em Tours! Durmo nua todas as noites na ilusão de que está ao meu lado, mas quando acordo já não é mais a mesma coisa.
Um beijo
Camille
Sobretudo, não volte a me enganar.

Carta de Camille Claudel a Auguste Rodin, 1891


por mais que eu me encolha em meu pequeno canto, ainda sou demais


sou como pele de asno ou Cinderela, 
condenada a cuidar da lareira sem esperança de ver chegar a fada ou o Príncipe encantado que deve mudar minha roupa de pele ou cinzas em vestidos cor do tempo



Camille Claudel
Caí no abismo. Vivo num mundo tão curioso, tão estranho. Do sonho que foi a minha vida, este é o pesadelo.

inspirada numa certa Borboleta, resolvi postar no mês dedicado as Mulheres, aquelas que sempre me falam.

Comentários

  1. Bem que eu estava achando tudo bem "feminino" por aqui, baby...tá tão lindo! Vou linkar no próximo post, rsrsrs.
    Amo Camille, me zango com ela, me enterneço, me comovo, me chateio. Ela e sua dolorida vida me são em carne viva. "por mais que eu me encolha em meu pequeno canto, ainda sou demais".Putz, dói.

    ResponderExcluir
  2. Gente amei isso: por mais que eu me encolha em meu pequeno canto, ainda sou demais.

    Adorei mesmooo!!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Por mais que eu queira...com tanto querer que
    me dói...ainda assim aqui tem tão pouco espaço
    que me torno um gigante...e o que importa ele
    ser tão grande se não há mobilidade?

    Lindoo..**

    ResponderExcluir
  4. vc disse num outro blog: Saudade só existe na lingua portuguesa... me deu uma vontade imensa de nao conhecer ela tb!!!! de ser de outra lingua e nao sentir o que nao se pode escrever, o que nao se tem nome!!!! rsrs

    ResponderExcluir
  5. Há ausencias que preenchem uma vida inteira. E como doem.

    ResponderExcluir
  6. Essa paixão de claudel e Rodin foi algo mesmo chocante para a época. Tanto que até hoje se comenta. Será que ainda existem paixões assim?rs

    ResponderExcluir
  7. Aespera do que nos faça feliz...Adorei..bjs

    ResponderExcluir
  8. Não consegui ir além da imagem...ela me tocou tão assustadoramente que me desfiz...
    Bju,
    K.

    ResponderExcluir
  9. Pensamentos de uma mulher forte e muito a frente do seu tempo.
    Um bj

    ResponderExcluir
  10. Belo post!!!

    Belo blog...

    Voltarei por aqui mais vezes...

    Convido vc aconhcer meu trabalho (poesia, musica, teatro)

    Ficaria feliz demais!

    http://mailsonfurtado.com

    ResponderExcluir
  11. mas quando acordo já não é mais a mesma coisa....


    E é sempre assim....


    Beijos


    Ani

    ResponderExcluir
  12. ''sou como pele de asno ou Cinderela,
    condenada a cuidar da lareira sem esperança de ver chegar a fada ou o Príncipe encantado que deve mudar minha roupa de pele ou cinzas em vestidos cor do tempo''

    Preciso de vestidos cor de amor, de esperança, de tempo suave!

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Cheguei ao seu blog através da Zil Mar.

    Gostei! Passarei por aqui mais vezes...

    http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Para mim são as duas as rainhas da pop :) amo-as *.*

    ResponderExcluir
  15. SÓ PARA TE DEIXAR UM ALÔ!BJS QUERIDA...TE ADORO.

    ResponderExcluir
  16. Minha florzinha mais que linda,

    Desculpe minha ausência. Estou voltando aos poucos, assim que me sobra. Depois com calma mando-te e-mail. Por hora vir aqui é tranbordar sentimentos cor sangue, e que de tão doloridos queremos sentí-los para vermos o final ... e esse não costumo enxergar em mim.

    Beijo florzinha

    ResponderExcluir
  17. Sou um pouco de tudo e de tudo um pouco.
    Mas, no final das contas, sou muito.

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  18. A arte no seu melhor. Escultura em pedra e em palavras:)

    Lindo!

    ResponderExcluir
  19. A mulher e a poesia são, de fato, as melhores esculturas da vida.

    Bj!

    ResponderExcluir
  20. que coisa linda isto tudo aqui....

    ResponderExcluir
  21. "Que o sussurrar do vento
    te leve um beijo carinhoso
    e eterno e me deixe em seus
    pensamentos para que a
    distância não apague em ti
    minha existência."

    (Fernando Pessoa)

    Beijos poéticos e Bom Fds! M@ria

    ResponderExcluir
  22. Vir aqui me enche o coração de amor... amor pra continuar...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Me arrepiei aqui...
    bjos querida

    otimo fds

    ResponderExcluir
  24. Nossa, me perdi entre imagens e palavras. Fiquei aqui num silêncio intrigante. Coisas de Camille. rs Adorei o post, seria muito pedir para levar para a revista Perspectivas de Março? Pode dizer não, mas espero que diga sim... bacio

    ResponderExcluir
  25. Há certos amores destruidores. Tenho medo deles, nem parecem amor, assemelham-se à doença.

    Beijos,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

"Cecilia Meireles"

Postagens mais visitadas